A primeira vez que vi um Libanês… era o Sr. Nabih Abou El Hosn! por Karine Jansen

familia Abou El Hosn

familia Abou El Hosn

quatro irmãos povoam uma cidade
quatro irmãos povoam uma cidade

Antes mesmo da hora marcada, eu já estava na recepção de seu escritório munida de gravador e máquina fotográfica. Era final de tarde e chovia muito, o trânsito estava terrível, afinal de contas o círio se aproxima… De repente, entra no escritório aquele homem, falando no celular, enquanto cumprimenta as pessoas na recepção, inclusive a mim,  faz sinais para a recepcionista. Eu logo pensei,” nossa ele não aparenta a idade que tem, parece um jovem lidando com as novas tecnologias!” e desta forma eu definiria o Sr. Nabih, aquele que não abre mão do passado, para correr em direção ao futuro. 

 Enquanto conversavámos ele lidava com dois telefones, um notebook e uma tv ligada ao canal árabe, demonstrando para mim um pouco das artes libanesas: músicas, programas de tv, danças. e a literatura de Kahlil Gibran, em especial o livro o profeta. Ele me disse:

“as canções e a poesia árabe são históricas e patrióticas, não fazem palavras inúteis!”

Mas, voltando ao meu encontro, depois da chegada do Sr. Nabih, a telefonista me avisa: vc não tem audiencia marcada na agenda da secretária, mas ela vai comunica-lo de sua presença! Eu cheguei até o Sr. Nabih, através daquele ditado paraense” Belém é um ovo!”. A minha prima Debora Menezes estuda com a Sumaia Abou, então no meu aniversário levei muntas esfirras do Kafkas para casa e convenci minha familia a me ajudar na pesquisa! rsrs. afinal ninguém resiste a uma comida árabe!

Bem, voltando ao encontro , finalmente sou recebida pelo Sr. Nabih que me acompanha até seu escritório. Ao entrar, tenho a sensação de estar em território libanês! Confesso que fiqui tão maravilhada com os objetos, fotografias e histórias que este homem me relatava que desiste de fazer as perguntas programadas para a entrevista, me pareceram inúteis. Os objetos que nos cercavam conduziam as informações, testemunham a história e a cultura deste homem. As paredes de seu escritorio são repletas de fotografias. Estão lá os familiares de Sr. Nabih, alguns homens públicos da política internacional e nacional, algumas condecorações que testemunham a liderança deste empresário no Pará e no mundo!

Mas, comecemos pela familia observem  a imagem da árvore geneológica da familia Abou El Hosn, uma única  familia que fundou e formou uma cidade no Líbano chamada Bterkhnay.  Foram quatro irmãos que povoaram a cidade e espalharam os Abou no mundo, cada folhinha desta arvore é uma pessoa, o Sr. Nabih é uma delas. O primeiro imigrante foi o avô do Sr. Nabih, Druzo, Muçulmano, migrou para os Estados Unidos em 1800, em função da invasão Turco-Otomana. Sr Nabih relata, antes da invasão católicos e muçulmanos viviam em paz, para governar os turcos dividiram a população e disseminaram o ódio. Sr. Nabih nasceu no Líbano, mas está radicado no  Brasil a 65 anos. Foi o primeiro emigrante a ser recebido pelo presidente do Líbano -Michel Leiman, e reivindica direitos iguais aos emigrantes libaneses, sobre o argumento econômico e numérico:” o Líbano possui em seu território quatro milhoes de libaneses, os filhos do Líbano emigrados são oito milhões, eles injetam no país uma considerável parcela financeira de suas riquezas. Essas são apenas as primeiras informações obtidas através dos Sr. Nabih, esse Libanês Brasileiramente, árabe!

~ por Karine Jansen em Outubro 6, 2009.

Uma resposta to “A primeira vez que vi um Libanês… era o Sr. Nabih Abou El Hosn! por Karine Jansen”

  1. Karine, que maravilha de pesquisa, que manancial. li alguns depoimentos, não tudo, calro, mas fiquei maravilhado. aliás, aquela nossa conversa em casa, quando me contates algumas histórias, já havia me impresionado muito. adoro as fotos, as falas, por pequenas e tímidas que sejam. gosto dessa abordagem, dos descendentes contarem a história, uma história turvada, retalhada, cheia de lapsos. material tão rico para o devaneio, para a criação. sei que vc tecerá maravilhosamente bem esta colcha de retalhos, sherazade da cena
    bjs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: